2-rodom.jpg
Quarta, 06 Maio 2015 00:00

Pela Manutenção da Qualidade do Transporte Fluvial

 

Em recente entrevista dada à RDP pelo Presidente da Administração, comum às empresas Carris, Metro e Transtejo, foi referido, nomeadamente:

“Em relação à Transtejo, outra das transportadoras à qual preside, explica que não entra no leque das empresas que já estão prontas para a subconcessão, porque é preciso primeiro equilibrar as contas da empresa. Para já vão ser vendidos oito barcos.”

Afirmação que traz necessariamente grande preocupação às populações residentes e às que se deslocam para trabalhar na Margem Sul, por ser demonstrativa das reais intenções do Governo, relativamente à sua estratégia para a atração de privados para as ditas subconcessões, que passará por uma redução drástica de custos, face ao atual contexto em que o Governo pretende eliminar as atuais Compensações Financeiras pelo Serviço Público prestado, objetivo que apenas será possível com uma inevitável redução de oferta, ao concretizar-se a venda de 8 barcos, conforme referido.

A presente ameaça de redução de oferta irá refletir-se, necessariamente, nas carreiras do Seixal, Montijo e Barreiro. Sendo que, no caso do Barreiro, se pretenderá passar de 7, para 6 unidades, na hora de ponta da manhã, com a consequente redução da frequência o que representará uma quebra importante na Qualidade do Serviço prestado aos Barreirenses. Situação que se agravará, devido ao facto desta ligação ficar sem unidades de reserva na maior parte do tempo que, em caso de avaria ou acidente, reduzirá ainda mais a frequência.

 

Defender o transporte público é afirmar o Barreiro.

Newsletter

Inscreva-se

Agenda

  • Acompanhe toda a actividades do Partido Socialista do Barreiro.

    Ver mais